A árvore do amor



Existem no mundo diferentes famílias. Família grande, família pequena… Família com pai, mãe e filhos, família com casal e um cachorro, família com pai e filhos, família com mãe e filhos, família com dois pais ou duas mães, família em que os avós são os pais, família de sangue e família de coração.

A família é o amor que plantamos em solo fértil, com raiz forte e que cultivamos e cuidamos constantemente, para que brotem belas flores e bons frutos. Não é à toa que se compara a família a uma árvore. Afinal, o que é a família senão vários galhos unidos pela mesma raiz, e sustentados por um tronco comum, que precisa ser forte para suportar as intempéries da vida. A família é feita de laços para durar. Não importa se é família de sangue ou de coração. O importante é que exista amor. As famílias de verdade são formadas por pessoas unidas, que se apoiam incondicionalmente, que querem o bem do outro, que se sacrificam mutuamente sem pedir nada em troca, que celebram as conquistas e alegrias da vida juntas, e que oferecem os ombros como suporte para a dor e para o choro.

Há famílias que são planejadas, plantadas desde a primeira semente. Há famílias que brotam por acaso, em um solo pouco fértil. Mas as famílias realmente felizes, são aquelas que nutrem a vida de amor!


Minha família é linda! Apesar de nossas diferenças, nunca deixaram de me apoiar, sempre deixaram de lado qualquer desavença e foram lá me ajudar. Hoje quero agradecer por tudo que já fizeram e dizer o quanto são especiais para mim. É impossível uma família não ter opiniões e pensamentos diferentes, mas hoje acho que isso nos completa, e não impede de nos amarmos com reciprocidade. Agradeço todos os dias a Deus pela família que tenho, e não acho que mereço nem mais nem menos, cada um tem sua peculiaridade que me faz aprender sempre algo diferente. Espero que nossa harmonia nunca acabe, que nossa fraternidade seja eterna e que nossos encontros sejam constantes.

Amo todos vocês!




Comentários