Falsa piscina



O artista argentino Leandro Erlich criou uma piscina falsa para o Museu de Arte Contemporânea do Século XXI, em Kanazawa, Japão. Um dos pátios do Museu é uma piscina emoldurada por um deck de pedra calcária. Quando visto a partir de cima, a piscina parece estar cheia de água. Na verdade há uma camada de água de apenas 10 centímetros que é suspensa sobre um vidro transparente. Abaixo do vidro há um espaço vazio com paredes azuis que os visitantes podem percorrer. O trabalho proporciona uma variabilidade de experiências — vemos a piscina através da camada de vidro que cobre todo o pátio; a partir do deck, olhando para a piscina abaixo, e do interior da piscina, olhando para cima. A piscina pode ser considerada como um lugar onde, lentamente, com o tempo, diferentes perspectivas e percepções de cada um e dos outros espectadores se intersectam. Adorei! ;)))


˙
·٠•● Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ ●•٠·˙˙·٠•● Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ ●•٠·˙˙·٠•● Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ ●•٠·˙˙·٠•● Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ ●•٠·˙˙·٠•● Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ ●•٠·˙

Comentários