Esculturas Vivas



Quem nunca viu nas ruas uma escultura viva e bateu uma foto, brincou ou pelo menos ficou admirando de longe? hahaha.. eu já! E tem uns que trabalham tão bem que pensamos ser uma real escultura mesmo. Há mais de 20 anos no Brasil, a arte das estátuas vivas está ganhando seu espaço na sociedade.


Essa “moda” está contagiando as pessoas graças à televisão, pois existem programas, como o Pânico na TV, que têm estátuas vivas e com isso, as pessoas acabaram descobrindo o trabalho e acham graça. Antigamente, as pessoas olhavam e não ligavam para aqueles “objetos” parados na rua. Hoje param, tiram foto, brincam e até contratam para eventos de família. As estátuas vivas são performances temáticas em movimentos estáticos, com pausas estratégicas e perfeitas. Elas têm origem na Grécia e teve seus primeiros personagens saídos do teatro. Na Roma Antiga, para fazer crítica ao governo, artistas usavam mímicas. Mais tarde, surgiram as estátuas vivas na Europa.

Jiddu Saldanha, mímico há 20 anos, montou o curso de estátua viva e desenvolveu uma técnica para as pessoas que quiserem aprender a construir suas próprias estátuas vivas, baseadas na mímica teatral e nas artes plásticas, gêneros que inspiraram o desenvolvimento do conceito contemporâneo de estátua viva.A oficina envolve mímica teatral, maquiagem, música, técnica respiratória, observação detalhada de obras de arte em escultura e pintura, entre outras coisas. As apresentações podem retratar o renascimento, cultura popular, Greco-romana, religiosidade, Natal, questões urbanas, folclores, etc ou mesmo o aluno pode usar sua imaginação e criar seu personagem.

Pesquisando sobre o assunto, percebi que quem trabalha como estátua viva, rebate quem diz que é não é fácil a profissão: “Estátua viva é coisa séria. Não é porque ficamos parados que significa que seja fácil”, diz. Ainda afirma que concentração e resistência são fundamentais para esses artistas e que o teatro é essencial para quem quer representar imagens estáticas. 

Nos palcos se aprende a construir personagens que devem ter roupas, maquiagens e cenários. A preparação de uma apresentação de estátua viva é cara já que as maquiagens são importadas, os artistas usam por baixo da roupa base ou creme hidratante para proteger a pele. No Brasil, o grupo Vitrine Viva criado em junho de 1988 é um dos incentivadores dos artistas de rua. Nisto inclui os manequins vivos, estátuas e outros. Ao longo do tempo surgiram convites na TV e eventos começaram a aparecer.

Hoje é comum vermos estátuas vivas espalhadas por praças, ruas, shoppings, lojas de departamento e espaços não convencionais da cidade. Muitos artistas trabalham como estátuas por diversão, porque acham legal. Entretanto, é muito importante educar o povo para admirar e prestigiar esses artistas anônimos que sem patrocínio nem salário, passam horas em pé.

Vejam esses vídeos demonstrando o que é realmente uma Escultura Viva:

☟  ☟  



⊹⊱๑⊰⊹⊹⊱๑⊰⊹⊹⊱๑⊰⊹⊹⊱๑⊰⊹

Comentários

  1. Amigo sou o Pioneiro do Estatuísmo no Brasil e comecei fazendo completamente nú .. Conheça mais em www.facebook.com.br/uimar junior

    ResponderExcluir

Postar um comentário