O que é quente em... Madri



Oi Genteeem! Uma amiga muito querida foi a Madrid e fiquei apaixonada por suas fotos, pelos passeios e restaurantes que foi frequentado por ela e suas amigas. Como já me pediram um roteiro [não só de Madri] aqui vai o que é queeeente por lá. Depois colocarei de outros lugares! ;))

ONDE FICAR
Inaugurado ano passado, o Chic & Basic Mayerling (diárias desde € 95) é o mais exclusivo da rede de hotéis-butique low cost que virou febre no país. Ocupando uma antiga fábrica no coração da cidade, o Bario de los Austrias Hotel, tem predomínio do preto e do branco no visual high tech, e está equipado com solário e academia. Comidinhas para beliscar (grátis) o dia todo estão na lista de extras. Na Plaza de Santa Ana, uma das mais charmosas de Madri, o ME (diárias desde € 213 ) é obra do inglês Keith Hobbs: um palacete centenário reformado onde quartos completamente brancos fazem jogo com áreas comuns pintadas em cores vivas.

ONDE COMPRAR 
A Isolée Claudio Coello, na região de Salamanca, é uma concept store que combina livraria (desenhada por Philippe Starck), cosméticos, ótica, música, gadgets, perfumaria e um espaço gourmet, o atelier Moët. Há ainda o departamento de moda, onde se encontram grifes como Comme des Garçom e Filippa K. Na Ivorypress Art + Books, o barato é vasculhar as estantes da livraria da editora inglesa homônima, especializada em arte e fotografia. O espaço foi desenhado por Norman Foster. Na parte de baixo, há galeria com exposições gratuitas.

ONDE COMER
Não se fala em outro nome na cidade, David Muñoz é o chef do momento e seu DiverXO, que ganhou uma estrela no guia Michelin (uma das maiores referências mundiais entre as publicações de gastronomia), já acumula uma fila de semanas para cada reserva. O restaurante não tem carta, apenas menus-degustação (de € 60 a € 72 ). Sua cozinha, "viajante e global", tem influências asiáticas, peruanas e mexicanas. Também no centro das atenções, o Kabuki, no hotel Wellington, também ostenta sua estrela no Michelin. Com decoração minimalista e peixes fresquinhos, é o melhor japonês do país e ponto de encontro das celebridades locais.

ONDE BADALAR
O argentino Diego Cabrera, que ganhou fama como o barman do restaurante Arola Gastro, associou-se ao ex-patrão, o chef Sergi Arola, e abriu o Le Cabrera. Hoje o endereço é considerado a meca da coquetelaria de vanguarda na noite madrilenha. Prepare-se para batalhar por uma mesa ou um lugar no balcão. Para mais tarde, aposte no Shôko, um lounge com decoração oriental, que serve drinques supostamente afrodisíacos e está entre os lugares mais badalados do momento.

ONDE PASSEAR
O.k., você pode até não resistir ao lindo Parque do Retiro ou às exposições do Museu do Prado e do Centro de Arte Reina Sofia. Mas a Madri atual está no chamado Triângulo Ballesta (conhecido também por triBall), um espaço delimitado pelas ruas Fuencarral, Corredera Baja de San Pablo e Gran Via, que há pouco tempo era a boca do lixo. Prostíbulos e espaços abandonados deram lugar a mais de 70 novos estabelecimentos, entre lojas de designers em ascensão, pequenos salões de beleza, restaurantes como o Taberna Agrado, baladinhas alternativas e galerias. Um dos novos endereços a chegar à região é a Gük, que reúne grifes de roupa e de design escandinavo.

•.¸ (¨*•. Boa viagem .•*¨) ¸.•

Comentários