Só para meninas!


De panela, cozinha e até lingerie... os chás fazem sucesso entre o público!!


A origem do chá é atribuída ao Oriente, mais exatamente à suposta distração de um imperador da China Antiga. Contam que ele foi ferver água e não percebeu quando algumas folhas caíram no líquido aquecido. O sabor o agradou e ele passou a colocar ervas e especiarias para infusão. Japoneses também cultuam essa bebida e têm um momento especial para ela. Uma cerimônia cheia de tradição, respeito e importância: o Chanoyu.

A rota das descobertas levou o chá para a Europa a partir do século XVI e o mundo se familiarizou com ele. O ícone supremo presente em nosso imaginário, porém, nos remete à Inglaterra e o fleuma de seu povo que tanto o aprecia [em especial a elegância], outrora mais discreta, de sua família real. O chá das 5, aliás, criado pela duquesa de Bedford por volta de 1830, em parte para distrair o apetite entre o almoço e o jantar e também para desfilar louças e pratarias entre aristocracia, é servido em qualquer horário depois das 14h.

Mas abordemos esse costume tão presente de organizar chá de cozinha ou chá de panela, com sua extensão para chá bar, ou até chá de lingerie. Todas essas são festas criadas para simbolizar a despedida da vida de solteira, uma vez que originalmente eram destinadas exclusivamente às mulheres. Diz a lenda que o primeiro evento nesses moldes foi oferecido para arrecadar itens para uma donzela deserdada pelo pai. Vale lembrar que a noiva não deve fazer a festa em sua casa, já que o simpático é que ela seja oferecida por amigas ou parentes. O cardápio deve ser baseado em sanduichinhos, bolos e doces. Para beber, além de refrigerantes e sucos, é de bom-tom servir espumantes e, obviamente, chás. Neste nosso calor cai bem optar pelas versões geladas.

O chá bar funciona como uma extensão do programa feminino. Acontece no fim da reunião das moças com a entrada dos marmanjos liberada, desde que levem de presente para o noivo objetos úteis para o bar e bebidas. A regra de a festa ser proibitiva para rapazes tem explicação: a tradição do encontro prevê brincadeiras íntimas, caso a noiva não adivinhe o conteúdo de cada embrulho recebido. Mas atenção meninas! Cuidado com os exageros do tipo erótico ou muito debochado, que não são convenientes na presença de tias e avós.

A lista de presentes pode e deve incluir desde o básico, como rolo de macarrão ou peneira, até o que a sua imaginação permitir. Vai que algum convidado queira entrar com tudo na brincadeira? hehehe...A última novidade das mocinhas casadoiras é o chá de lingerie. Nesse caso, os presentes são peças íntimas e a festa pode ser em lugares exóticos, como um motel, com direito a strippers. Se essa é a sua vontade, tenha certeza de que as pessoas convidadas não se sentirão constrangidas ou envergonhadas. O que não deve existir é prazer ao causar desconforto aos outros.

O chá de bebê, criado para mostrar o enxoval do pequenino, passou a ser uma arrecadação de fraldas, mamadeiras e afins. Comemorar algo é sempre uma delícia, mas é preciso cuidado. Há também uns chás com temas, como foi o caso do chá de panela de minha amiga, o qual foi tooooodo voltado para Lady Kate, foi muito engraçado e diferente. Até já postei no blog uma matéria e algumas fotos!! Confiram! O fundamental ao reunir pessoas deve ser simplesmente o prazer de estar com elas, e isso nada tem a ver com escambos comerciais. Saborear a presença de amigos e parentes queridos não tem preço. E eles valem muito mais que qualquer presente!!!

Sejam criativas no Clube da Luluzinha!!

   

Comentários