Floresta Negra

Cores ganham a Floresta Negra, na Alemanha, durante o outono

 

Os romanos foram os primeiros a chamar a floresta de "negra" (silva nigra). É um local de lendas folclóricas, contos de fada e enorme beleza natural. Cobrindo o sudeste da Alemanha, essa floresta mágica, com suas colinas escarpadas, seus lagos límpidos e seus vales profundos, enfeitiça todos que a visitam. A floresta não é realmente negra, e sim de um verde-esmeralda profundo, em boa parte de viso ao pinheiro-da-noruega, uma árvore alta, muito apreciada por sua madeira.
É uma das mais belas áreas da Europa, com muitos castelos imponentes pontilhando a paisagem. Mais de 3.000 km de trilhas tornam a Floresta Negra um destino imperdível para excursionistas. E, no inverno é ideal para os praticantes de esqui e de snowboard.
O coração da Floresta Negra é a cabeceira do Rio Danúbio, que nasce ali e corre para o leste em direção à Europa central. Um dos destaques é a cachoeira do Rio Gutach, próxima à cidade de Trilberg. É a maior da floresta: precipita-se de 500m de altura e percorre uma extensão de 2km.
A Floresta Negra também é conhecida por seus fabricantes de relógios cuco, que usaram as pinhas do pinheiro-da-noruega como modelo para os pesos que acionam o relógio. De negra ela só tem o nome, que vem dos pinheiros escuros que tomam conta da paisagem. Na verdade, ela é branca no inverno, verde no verão e espetacularmente colorida no outono.



Depois dêem uma olhada nas fotos e percebam como o lugar é magnífico! Quem estiver pensando em viajar, esta é uma ótima dica! Já está na listinha de meus desejados destinos!!  



♣  ♣ 

Comentários

Postar um comentário