Tá russo!



Pioneiro em transformar fotojornalismo em arte em plena turbulência da Revolução Russa de 1917, Aleksandr Ródtchenko (1891 - 1956) ganha sua maior e mais completa retrospectiva no Brasil. Entre as 300 obras expostas no Instituto Moreira Salles, destaque para o retrato de Lily Brik (foto), amor do poeta Vladimir Maiakóvski, que, com a devida interferência, virou cartaz para uma editora estatal em 1924. Dá para entender por que Ródtchenko foi considerado um revolucionário da linguagem visual da época. Até 6 de fevereiro, é imperdível!



Instituto Moreira Salles: 
Rua Marquês de São Vicente, 476. Gávea, Rio de Janeiro.
 tel: (21) 3284-7400


   ❖  

Comentários