Superbactéria KPC



    

       Uma nova epidemia está assustando o país. É chamada superbactéria KPC, e já há alguns casos confirmados no Brasil. Algumas pessoas já estão com os sintomas da superbactéria.
       A KPC é um tipo de enzima que tem provocado resistência de algumas bactérias aos antibióticos mais usados. Os principais sintomas são pneumonia e infecção urinária. Ela atinge principalmente pessoas hospitalizadas com baixa imunidade, como pacientes de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A bactéria pode ser transmitida por meio do contato direto, como o toque, ou pelo uso de objetos. A lavagem das mãos é uma das formas de impedir a disseminação da bactéria nos hospitais.
     As primeira contaminações pela super bactéria KPC foram confirmadas no Distrito Federal, onde há pelo menos 183 casos. Em São Paulo e no Paraná também há suspeitas de contaminação pela bactéria. assim como na Paraíba, no Espírito Santo e agora no Rio Grande do Norte também confirmaram casos de contaminação.
       O Distrito Federal tem o maior número de contaminações e mortes. São 183 casos registrados em 17 hospitais – um aumento de quase 70% em menos de duas semanas – e 18 mortes. Dos pacientes infectados pela bactéria no DF, 46 tiveram quadro de infecção e 61 continuam internados em hospitais públicos e privados.
      A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo informou na quarta-feira que não há surto da KPC. Segundo o órgão, os casos isolados em hospitais não são registrados, porque a notificação não é obrigatória. Mas dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) contabilizam 70 casos no Estado.


COMO PREVENIR A SUPERBACTÉRIA:

Para se prevenir contra a Superbactéria KPC, você deve seguir algumas recomendações:

  • Evite ambientes hospitalares, mas se for necessário, lave bem as mãos e utilize alcool gel. Faça isso antes e depois de sair do ambiente.

  • Evite tocar nos objetos de hospitais, como portas, balcões, mesas e qualquer acessórios.

  • Evite uso de antibióticos que não sejam realmente necessários. Procure seu médico antes de ir à farmácia comprar remédios.


       O aumento de casos relacionados à KPC colocou o governo federal em alerta. A mortalidade por causa da bactéria é de 30% a 40% maior em comparação à mortalidade provocada por infecção hospitalar, segundo informações do diretor da Anvisa, Dirceu Barbano. O encontro com os especialistas visa identificar onde estão as falhas que provocaram a contaminação pela superbactéria e a adoção de medidas para conter e prevenir novos casos.

________


Comentários