Cabelo & Gestação

A gravidez reserva diversas surpresas para a gestante. Ocorrem modificações no corpo, as emoções afloram, surgem os inesperados desejos. Com o cabelo, não seria diferente. Por isso, é bom se preparar para as mudanças. Na hora em que os hormônios entrarem em ação, o resultado será imprevisível.

Com a redução da quantidade de progesterona no organismo feminino, a queda dos fios de cabelo diminui, deixando-os mais bonitos e volumosos. No entanto, três meses após o parto, as matrizes do cabelo voltam a se estabilizar, intensificando a queda, que se normalizará somente depois de um ano, aproximadamente.

Já quanto às dificuldades e dúvidas que a mulher apresenta em relação a determinados tratamentos capilares durante a gravidez, as opiniões são controversas. O uso de produtos químicos na gestação deve ser evitado, pelo menos nos três primeiros meses. Cientistas e pesquisadores não chegaram a uma conclusão se existe uma relação entre abortos espontâneos e a ação de substâncias químicas presentes em tinturas ou alisadores. O ideal é não arriscar.

O problema desses produtos está nas muitas substâncias agressivas que os compõem, como a amônia, o benzeno e o formol, as quais ao serem aplicadas são absorvidas pelo couro cabeludo. Seu uso, então, passa a ser considerado, por alguns especialistas da área, prejudicial ao bebê, já que a região do couro cabeludo é bastante vascularizada. Com isso, esses elementos chegam até o feto, podendo agir de forma negativa durante sua formação.

Passados os três primeiros meses da gravidez, a gestante pode utilizar produtos como tonalizantes, que são eliminados após algumas lavagens. A henna também é uma boa opção para aquelas que não querem abrir mão da aparência, pois substitui a tintura e é composta por elementos obtidos pela trituração de plantas secas, os quais não interferem no desenvolvimento da criança.

Outra sugestão de médicos é que a mulher dê preferência por processos em que a tintura não seja aplicada diretamente na raiz dos cabelos, como mechas ou reflexos, onde a aplicação é feita com uma touca, evitando que os produtos entrem em contato com o couro cabeludo.

Para manter o cabelo sempre bonito durante os nove meses de uma gravidez, independente de tinturas e alisamentos, é recomendável que a mulher passe a lavar seus cabelos com mais frequência. Como o mais importante durante a gestação é a saúde e a perfeita formação do bebê, futuras mamães devem evitar fazer alisamentos ou demais tratamentos que utilizem produtos químicos nos cabelos. Afinal, são apenas nove meses e, ao menos nos primeiros, para quem não aguentar, não vale a pena arriscar! 

Comentários